10 outubro 2006



[ clique para ampliar ]
Ribeira da Pateira

5 Comments:

At 10:46 da tarde, Blogger Badala said...

Olá.
Conheço a segunda planta. Costumo vê-la nas margens do rio Mondego.
A primeira é uma galha num sobreiro?

 
At 11:56 da tarde, Blogger Ana Ramon said...

Acabamos por nos cruzar nas nossas visitas aos blogs. Ia precisamente perguntar que bugalho vermelho é aquele. A planta da segunda foto conheço-a bem.. É o estramónio ou Datura stramonium. A sua aparência singela e pacífica disfarça o seu alto grau de toxicidade. Parece que a ingestão de 20 sementinhas pode ser uma dose letal. Mas ainda assim gosto de as ver. Um abraço

 
At 11:46 da manhã, Blogger J.A. said...

Creio que a planta da foto de cima é de um carrasco, mas sem ter a certeza.
Agradeço os comentários.

 
At 10:23 da tarde, Blogger Miguel Drummond de Castro said...

A Datura stramonium é lindíssima, e tem imensa energia interior.
As folhas secas, e cortadas, são boas para a asma. Vendiam-se nas ervanárias de Lisboa cigarros de datura já feitos.
Garcia da Orta, no Colóquio dos Simples, nota-lhe propriedades altamente afrodisíacas, confirmadas por toda uma geração exeprimentalista 4 séculos depois do botatanista nos ter oferecido as suas descrições saborosas.
A Ana Ramon, tem razão - handle with care - e informem-se primeiro, e muito cuidado com as sementinhas.

 
At 11:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Olá a todos.
Vi agora este blog no Biosfera na tv e vim cá dar um passeio virtual pela Arrábida...
A planta na primeira foto (a do bugalho) parece ser uma Carvalhiça (Quercus lusitanica). Ocorre em matos, sobretudo em solos arenosos e zonas de clima suave e é frequente nas zonas Centro e Sul do país.
Um abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home